O casamento acabou e ela pediu o divórico, o que fazer?

O casamento acabou e ela quer o divórcio, o que fazer?

Esse é um tema muito delicado e muito difícil de se conversar, mas eu tomo coragem de abrir minha boca e falar publicamente tudo que eu já falei para vários dos meus mentorados que estão passando por situações como essas.

Irmão, quando a pessoa coloca na cabeça e está decidido a fazer besteira fazer, ela vai besteira não tem nada que você vai fazer que vai impedir de fazer besteira, eu tenho certeza e eu já fiquei pensando muitas vezes sobre isso que Deus fica muito chateado com a gente quando a gente pensa em fazer uma coisa, ele sabe que vai da errado e a gente vai lá e faz aquela coisa do mesmo jeito.

Pensa, o senhor tem tanto conhecimento das coisas do passado, presente e do futuro, então ele sabe de tudo, ele tem clareza de tudo e como pai ele deve ficar doidinho da cabeça quando ver a gente fazendo besteira.

Aí eu falo para você uma coisa: é o que você está sentindo nesse momento sobre sua mulher por ela está pedindo o divorcio, você já sabe a besteira que vai virar, sabe a coisa toda ruim que vai acontecer e no fundo no fundo você sabe que isso vai dar tão ruim que no final a verdade é que ela vai se arrepender disso tudo mas talvez ela nem tenha peito de voltar atrás, porque você acha que a orgulho, o ego dela essa coisa aí maluca da cabeça dela vai impedir ela de voltar atrás e é por isso que você fica tentando impedir ela de fazer o divórcio.

Eu vejo muito cara lutando com isso, lutando e lutando do jeito assim extraordinário, não, porque o advogado me respondeu, porque eu não tenho papel, não sei o que lá, inventa um milhão de desculpa para não dar o divorcio para mulher, porque ele acha que está segurando a mulher.

Mas vou te falar, quanto mais você tenta segurar ela, mais longe ela vai você. Quanto mais você tentar prender ela, mais distante ela vai correr. Quanto mais você tenta ficar ali agoniado, não vai embora não, não vai embora não, cara mais força ela vai ter na hora de ir embora.

Você já fez exercício? Faça esse exercício depois.

Você vai fazer o seguinte, eu já fiz isso com meu filho e foi muito engraçado que ele caiu de bunda no chão. Ele estava com muita raiva, eu estava segurando ele pelo braço e ele fazendo força, fazendo força e na hora que ele fez a maior força que ele tinha eu soltei ele, e ele caiu no chão.

Se você parar pra pensar, quando você está segurando, ela está fazendo força para ir embora é a mesma coisa, só que diferente do meu filho e da nossa brincadeira, ela não vai cair no chão, ela vai para longe, mais longe possível, ou seja, se a gente parar para pensar numa estratégia para ela voltar rapidamente para você o melhor caminho para ela voltar sem dúvidas é você não fica forçando a barra, e não ficar tentando segurar ela e ela fazer tanta força, sabe por quê?

Porque se você não forçar a barra e não ficar tentando segurar ela automaticamente a distância que ela vai ter de você será muito pequena.

 E outra, você também tem que deixar ela surpreendida com tudo isso, porque ela também tem que ficar pensando: caraca porquê que esse cara tá agindo desse jeito se ontem estava correndo atrás de mim querendo voltar comigo, porque agora está me dando divórcio ? Porque agora ele não está fazendo força? Porque agora não está dificultando o processo? O que está acontecendo? Não, agora também quem não quer o processo de divórcio sou eu.

Essa é mentalidade e ela vai começar a ficar encucada em querer entender porque que você tá agindo desse jeito. E eu falo para você vai doer, vai doer, vai ser ruim, o processo é chato, você vai chorar, ela vai chorar, mas eu falo para você que o choro pode durar uma noite mas a alegria vem pela manhã, guarda isso no seu coração.

 Para de ficar com a cabeça pilhada e achando que o divórcio é a última coisa e pronto acabou o relacionamento, nunca mais vai ter felicidade, ou nunca mais vai ter relacionamento. Eu falo para você: ah sim esperança para os divorciados e ah sim reconquista para os divorciados e eu falo para você quanto menos atrito, quanto menos treta, quanto menos bosta se jogar no ventilador, melhor vai ser, porque mais facilidade você vai ter no seu processo de reconquista.

Então meu conselho para você que está passando por esse processo todo, não dificulta não, resolve a parada. Quer assinar o divórcio? Assina. Quer terminar? Termina. Quem é você para impedir ela de fazer as coisas que ela quer fazer? Divorciada ou não divorciada ela vai fazer besteira do mesmo jeito se ela for fazer besteira não adianta você tentar segurar ela, como eu já ouvi de muito mentorados me contando que a mulher falou: o papel não é nada, não sei o que lá.

É isso que a mulher fala, então se não é nada para ela, irmão, para quê você vai ficar segurando, entende?

Eu sei que no seu coração tem um significado profundo e no coração dela tem também só que ela está argumentando  isso porque ela quer chegar nesse ponto logo,  você tem que colocar uma coisa na sua cabeça, sua mulher está virada, desconcerta, ela não sabe o que ela está fazendo, atrapalhada da cabeça e nesse momento o que você tem que fazer é: ser maduro, forte e resiliente.

Quer o divórcio? beleza toma o divorcio, depois do divórcio têm o que? Um afastamento daqueles maestral,  uma distância profunda dela, você cai fora da vida dela mesmo, deixa ela viver essa vidinha de cocô, essa vidinha de solteirinha que ela está querendo e deixa ela ver o cocô que ela vai viver lá o fedor que vai ser a vida dela, aí quando ela voltar, vai voltar mansa e humilde, cheia de amor pra dar para você, e irmão você vai sentar com ela na cadeirinha e falar: então, vamos conversar bem sério sobre essa questão, porque assim não é você ir lá viver sua vida e voltar aqui não minha filha, agora o pau vai torar, e aí você resolve a questão.

Arthur e se ela não voltar correndo do jeito que você está falando como é que resolve a situação?

Aí você dá o tempo, depois você vai comendo pelas beiradas e você resolve essa questão, mas isso é um direcionamento que eu só dou para quem me procura no privado, para quem vem ter uma mentoria individual comigo, sabe por quê? Porque não tem como eu te dar uma orientação sobre o seu caso sem conhecer o caso.

O que eu tô te falando aqui é um prisma geral, uma orientação geral é o que eu realmente falo para todos os mentorados que estão passando por essa situação, mas para o seu caso e o jeito que você vai fazer e a forma que você vai agir e o que você vai falar e como você vai falar e todos esses detalhes, é Só se você vier andar comigo e realmente tiver uma orientação individual comigo dentro da mentoria.

 E para isso o link está aqui na descrição, é só você clicar e garantir sua vaga e eu vou estar te esperando de braços abertos para poder cuidar de você e resolver da melhor forma  toda situação que você tá vivendo, beleza irmão?

 Se você curtiu esse conteúdo deixe seu like e compartilhe esse texto com um amigo seu que tá passando por essa situação que é o divórcio e comenta aí para mim qual vai ser a decisão que você vai tomar a partir de hoje depois desse texto? Eu espero que você tenha tido uma clareza e que isso aqui traga resolução para você, beleza Irmão? Tamo junto vamos que vamos que Deus abençoe sua reconquista e o seu desenvolvimento e eu te vejo no próximo post até lá.

Link do Curso

Deixe um comentário

Sim, Quero Contar!
1
Está com vontade de voltar com ela?
Conte sua história para um consultor clicando no botão abaixo e tenha uma breve avaliação do seu caso e descubra quais são os próximos passos que você deve dar...